Seu navegador no suporta JavaScript. Algumas funes deste site podem no funcionar.
Receba as atualizações do site por rss ou

Comportamentos sexuais desviantes

A pedofilia é um delito sexual mais grave ainda por abusar de menores indefesos. Também o fetichista que não prescinde de uma determinada parte do corpo ou de certo objeto para se relacionar causa ao seu objeto sexual, a exclusão de qualquer possibilidade de envolvimento amoroso.

Assim as perversões sexuais seriam comportamentos em que o desejo, a excitação e o prazer dependeriam do próprio comportamento pervertido e não somente da atração e envolvimento amoroso. É considerado uma adicção que acarreta sofrimento a todos os envolvidos nesta situação. O termo perversão não pode ser aplicado em situações onde ocorram variações de práticas sexuais esporádicas consentidas entre adulto que não sejam imprescindíveis para o ato sexual ocorrer.

Os parafílicos são marcados pela compulsividade e pelo enfoque ritualístico como forma de driblar o sofrimento psíquico. Geralmente escolhem ocupação ou hobby que lhes permita o contato direto com o estimulo erótico necessário.

comportamentos sexuais

comportamentos sexuais

Frequentemente são abandonados pelos parceiros incautos que percebem serem apenas atores de papeis rígidos e inflexíveis onde sentimentos não contam.

As causas, geralmente tem origem na historia sexual pregressa como experiências traumáticas ou abusos emocionais e ou sexuais sofridos durante a infância. Alguns casos podem ser despertados em situações estressantes na fase adulta.

Grande parte dos pedófilos sofreu algum tipo de abuso sexual quando criança. A teoria da congruência emocional cita como causa a interrupção do desenvolvimento psicológico do adulto com baixa autoestima e a pouca habilidade pessoal nos relacionamentos heterossexuais em adulto.

A prevalência é maior no sexo masculino (90%) provavelmente pelo excesso de testosterona existente no homem que é 30 a 40 vezes maior que no sexo feminino.

Os sintomas encontrados durante o tratamento com o médico sexólogo podem revelar quadros de ansiedade, depressão, labilidade emocional, incidência maior de problemas sexuais, desordens de personalidade e uso de drogas.

tratamento

tratamento

O tratamento é mais fácil quando o individuo possui certo equilíbrio emocional e social alem de não estar envolvido necessariamente com interações de ordem física (exibicionismo e voyeurismo).

A procura pelo tratamento geralmente ocorre em situações extremas, como por exemplo, problemas de ordem profissional, jurídica e ou familiar.

As técnicas comportamentais para recondicionamento em processo de análise contínua e medicamentos estabilizadores do humor são indicados como forma de equilibrar e inserir o individuo na sociedade

Porém o mais importante é ter o apoio da família e o acompanhamento profissional para que não ocorram recidivas que possam desestabilizar os ganhos já adquiridos com o tratamento

Deixe seu comentário