Seu navegador no suporta JavaScript. Algumas funes deste site podem no funcionar.
Receba as atualizações do site por rss ou

Como vencer a falta de desejo

A falta de desejo sexual é a queixa mais ouvida no consultório do médico sexólogo. Em geral são mulheres desinteressadas por sexo ou desestimuladas com o parceiro, seja por estresse, angústia ou baixo auto estima. Quando a queixa é do homem, o que mais se ouve é a preocupação com ejaculação precoce, o tamanho do pênis ou disfunção erétil. Recentemente nesta última década com o advento de mais informações sobre conduta sexual homens e mulheres se encorajaram e partiram em busca de uma solução para tais males.

A terapia sexual é uma especialidade médica que aborda as causas sexuais tanto na parte orgânica e medicamentosa quanto no aspecto psicoemocional esclarecendo, orientando e tratando as doenças associadas, os problemas concomitantes e as dúvidas.Desmistifica o sexo tabu ensinando exercícios eróticos que estimulam a libido melhorando a comunicação cristalizada pela falta de interesse. Desta forma a insatisfação é alterada sutil e gradativamente, dando uma chance aos pares envolvidos.

O desejo sexual depende do funcionamento orgânico e psicoemocional, que nem sempre funcionam em uníssono.

O medicamento Sildenafil (viagra) só tem efeito quando existe atração entre o casal. É preciso identificar o problema e entender o motivo da falta de estímulo, pois a maioria dos casos não tem origem hormonal.

Fatores como diabetes, hipotireoideismo, doenças circulatórias, anovulatórios orais,

Medicamentos para úlcera e pressão, tranqüilizantes, uso excessivo de álcool e drogas, podem afetar a sexualidade.Outros motivos, como rotina sexual, problemas financeiros, ansiedade, estresse, depressão, falta de comunicação podem também gerar a paralisação do crescimento a dois.

Em alguns casos os medicamentos são necessários como forma de recuperar a auto-estima, facilitando o processo terapêutico e acelerando o período de tratamento.

A proposta da terapia sexual é aliviar o sofrimento causado por uma dificuldade sexual relacional em um curto período de tempo. O acompanhamento psicoterápico e psicodinâmico identifica e trata as causas ansiogênicas em um curto período de tempo Também durante o processo é preciso quebrar a monotonia sexual e diminuir a ansiedade.

Receitas estimulantes da libido como uma massagem a dois com óleos essenciais e apetrechos eróticos, feitas em diferentes partes do corpo de um modo mais fantasioso podem despertar o desejo.

Geralmente entre os mais idosos as causas costumam ser orgânicas, já nos jovens a origem recai sobre a parte psico-social.

A partir dos cinqüenta anos, entre as mulheres ocorre a redução progressiva do hormônio feminino estrogênio produzido pelos ovários, causando diminuição da lubrificação e perda da elasticidade vaginal causando dor durante a relação sexual.

Entre os homens mais velhos a testosterona pode decair bastante, e a dificuldade de ereção é o problema mais citado.

Os casais sofrem os problemas do dia a dia e ainda podemos acrescentar filhos, finanças e trabalho ocorrendo uma redução considerável do ritmo da vida sexual.

Porém o erotismo permanece latente durante toda a vida e pode ser acionado com motivação e disposição dos interessados

Ereção e orgasmo podem ser atingidos graça a um grande arsenal terapêutico a disposição de todo, porém a afetividade e as trocas amorosas dependem mais do grau de investimento e da motivação que se deseja fazer em prol de uma vida a dois.

Deixe seu comentário