Seu navegador no suporta JavaScript. Algumas funes deste site podem no funcionar.
Receba as atualizações do site por rss ou

Não tenho problemas de ereção, mas sempre que quero impressionar uma garota, tomo Viagra, pois me sinto mais potente. Tenho 25 anos. Faz mal tomar nessa idade?

Este medicamento, é um facilitador da ereção, para homens portadores de algum grau de disfunção erétil, seja de causa orgânica ou psicoemocional. Sua ação consiste em facilitar a entrada e a manteneção do sangue dentro dos corpos cavernosos após um estimulo visual e tátil com a parceira . Homens saudáveis não necessitam deste medicamento sob o risco de anulação da fase de preâmbulos eróticos que precedem a ereção causando insegurança na própria capacidade do organismo em responder aos estímulos eróticos.

Há milênios o homem perpetua a busca pelos representativos que reforcem a masculinidade sejam eles na forma de alimentos ou de símbolos. Sabemos que 45,1% de todos os homens a partir dos 18 anos, apresentam de forma crescente, com a idade, algum grau de dificuldade de ereção. Sendo a prevalência maior a partir dos 45 anos, principalmente pela incidência maior de doenças nesta faixa etária. O processo de ereção é tão complexo que esta sujeito a bloqueios por variadas condições.

Fatores de risco, tais como: obesidade, tabagismo, alcoolismo, medicamentos de uso continuo, antidepressivos, estresse e sedentarismo, potencializam os riscos da disfunção erétil. Também influem o nível cultural, as crises relacionais e financeiras que geram ansiedades e bloqueios na transmissão dos circuitos neurotransmissores de noradrenalina, dopamina e ocitocina que atuam junto aos estímulos de sensações prazerosas.

Viagra

Viagra

Com o advento das pílulas contraceptivas em 1960, a mulher finalmente pode optar entre o sexo prazeroso e o reprodutivo. Tal descoberta que possibilitou a oportunidade para o prazer orgástico (até então para muitas, desconhecido) feminino, fez com que viesse a tona à fragilidade sexual masculina acobertada pela atitude compreensiva ou resignada da parceira ate então relegada à condição de reprodutora. Tal fato histórico tirou a insegurança masculina do armário e colocou pela primeira vez a ereção masculina em cheque.

.A impossibilidade de manter a rigidez peniana sob controle permanente resultaria na angustia na depressão e na inveja que os homens sentem das mulheres pelo fato delas não necessitarem demonstrar desempenho quanto ao papel de gênero