Seu navegador no suporta JavaScript. Algumas funes deste site podem no funcionar.
Receba as atualizações do site por rss ou

Ejaculação retardada

Reflexo do contemporâneo, a clinica de terapia sexual vem sendo procurada por um crescente numero de homens com queixa específica da síndrome da EJACULAÇÃO RETARDADA associada a impossibilidade do orgasmo ( ANORGASMIA ). Geralmente a ejaculação ocorre fora da vagina pela masturbação.

A maioria dos homens procura tratamento para esta disfunção sexual, motivados principalmente pela retração do cônjuge para a atividade sexual que a principio atribui como causa da dificuldade orgástica a perda do interesse pelo relacionamento.

Em terapia sexual, a qualidade orgástica de cada indivíduo, é avaliada como importante papel para que o profissional possa avaliar questões relacionadas ao bem estar físico e emocional. É uma moeda de troca necessária para o investimento libidinal equilibrado.

A anorgasmia que a principio não incomodava ao homem devido ao seu papel de controle, causa com o tempo o afastamento de sua parceria pela frustração do sexo performático, protocolar e sem excitação, que bloqueia emocionalmente o envolvimento sexual feminino. A atividade sexual ocorre como se o homem estivesse presente fisicamente, porém ausente das influencias eróticas do corpo feminino.

Ejaculação retardada

Ejaculação retardada

Com a continuidade da disfunção masculina a mulher se afasta emocionalmente ao perceber que seu poder de sedução resulta infrutífero e que, seus atributos e atrativos eróticos são insuficientes para motivar sexualmente seu parceiro ao orgasmo

A crise culmina com a percepção da real impossibilidade da ocorrência de uma desejada gravidez. A resposta erótica feminina passa a ser condicionada ao gozo masculino como única possibilidade da continuidade conjugal. Assim ambos ficam isolados dentro de um quadro conflituoso devido a errôneas interpretações

Inúmeras são as causas que originam a disfunção de anorgasmia: Conflitos emocionais inconscientes; imaturidade para vínculo conjugal; Ansiedade quanto ao papel de pai devido a problemas familiares traumatizantes; Sacralização do papel da mulher no casamento; Disputa de poder fálica; Desejo de permanecer filho colocando inconscientemente a esposa no papel de mãe; Homossexualidade latente e Ansiedade de performance .

A anorgasmia masculina é um sintoma fálico ancorado socialmente na tentativa de exercer poder . Anteriormente o prazer feminino era pouco valorizado e o papel da mulher na vida conjugal era secundário e relegado apenas à maternidade.

Hoje, em pleno século XXI, a mulher liberta-se da opressão com atitudes de liberdade que permitem prazer social e sexual. A emancipação feminina balançou e isolou o homem que agora representa o papel de macho isolado em seu mundo solitário fazendo da cama um palco, onde os participantes são meros coadjuvantes.
O tratamento com o médico sexólogo através do processo terapêutico, exercícios eróticos e uso de medicamentos quando necessário permite ao homem resolver e banir mitos, tabus e preconceitos que impedem sua livre expressão sexual e o retorno saudável ao exercício de uma conjugalidade verdadeiramente erótica.

Deixe seu comentário